O PASTOR SEGUNDO O NOVO TESTAMENTO

Sem Título cópia    Muito se discute o que compõe as atribuições de um pastor, até onde vai sua influência; autoridade; se pode interferir na vida das pessoas, até que ponto; se ele pode dizer que tem ovelhas ou apenas cuida e orienta as ovelhas do Sumo pastor; se sua “unção” lhe é como um pedestal onde permanece intocável, etc. Mas para nossa triste constatação, na maior parte da cristandade, nada se discute, pelo contrário, o pastor falou a água parou e, se possível, faz a água correr para cima, e ainda, se o fluxo da corredeira não fluir conforme determinado [sic], como sempre ocorre, diz-se que corre para cima assim mesmo – “pela fé”, e ponto final.
……Antes de prosseguir, devemos deixar claro que a palavra pastor não é propriedade particular de uma religião específica, mas uma vocação espiritual, uma responsabilidade e privilégio, enfim, um dom de Deus.
……Especialmente no NT, a partir das cartas de Paulo, onde a Igreja de Cristo está estabelecida e, consequentemente, temos a função do pastor, vemos algumas orientações para o ministério pastoral. Vamos basear nossa breve descrição no texto de 1 Timóteo 3. Se pudéssemos resumir todas as credenciais naturais e espirituais do pastor numa só palavra seria: testemulho. Paulo chama tal responsabilidade de “excelente obra”, ao mesmo tempo em que equilibra o pastorado – episcopado,  sobre três bases fundamentais, as quais chamaremos de testemunhos.

  1. Quanto aos que estão de fora: irrepreensível, honesto, vigilante, não dado ao vinho, moderado, apto para ensinar, inimigo de contendas, não ganancioso, sóbrio, hospitaleiro, não espancador, marido de uma só mulher, respeitável, sincero, não apegado ao dinheiro.
  2. Quanto a sua casa: que governe bem sua própria casa, tendo seus filhos sob disciplina, com todo o respeito.
  3. Quanto a si mesmo: não inexperiente, para que não se torne orgulhoso; conservando o mistério da fé.

……Não somente neste texto, mas em qualquer especificidade pastoral no NT não encontramos nada que diga que o pastor tenha que ser: milagreiro, bem-sucedido, MOTIVADOR, teatral, artista, influenciador, assistencialista, carismático, PALHAÇO, mágico, lobista, POLÍTICO, articulado, bem relacionado, inacessível, pop-star, palestrante internacional, consultor financeiro,  estúpido, apedeuta, bronco, etc.
……Enfim, reconheço que é muito difícil exercer biblicamente o ministério pastoral, pois, se fosse para ser “isso” citado no último parágrafo – que compreende o modelo pós-moderno e anticristão que a maioria dos pastores seguem, seria mais fácil, mas não menos nojoso e condenável por Deus.

© Lucianno Di Mendonça
www.plurais.net

[Texto que compõe as provas para o aproveitamento de créditos para o curso de Teologia na Faculdade Teológica Sul Americana em Londrina]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s